Blog do Dr. André Mansur

Carta aberta ao conselheiro do Cruzeiro

Escrito por Patricia Sales em 29 de setembro de 2017

carta-aberta-aos-conselheiro-do-cruzeiro

Quando Tiago Neves caminhou para a bola para fazer o que seria o GOL DO TÍTULO DA COPA DO BRASIL 2017, comecei a chorar. Eu estranhamente sabia que aquela bola iria entrar e que o CRUZEIRO seria CAMPEÃO.

Aquela fração de segundo durou uma eternidade. Antes que a bola tocasse o alto da rede, eu olhei para o céu, acima do Mineirão, ainda esfumaçado pela festa que durou o jogo inteiro, e agradeci a Deus.

E chorei!

Os últimos anos foram, realmente, muito duros para mim. Deus recentemente afastou desse plano a pessoa que mais me amou nessa vida. E, antes que a bola entrasse nas redes, para o delírio insano de toda uma nação de apaixonados, eu pedi a Deus que contasse para minha mãe que o Cruzeiro tinha sido CAMPEÃO.

Tiago Neves corria para a bola lentamente e eu passei a olhar fixamente para a cena. Meu filho, com os olhos rasos d’água, olhou para mim e eu sorri. Ele, percebendo a certeza que havia em meu olhar, começou a chorar também.

E a bola, em câmera lenta, tocou carinhosamente o alto das redes e decretou a explosão de insanidade geral e alegria, não somente dentro do Mineirão, mas em todo o mundo.

Já estive em várias conquistas do Cruzeiro. Mas essa teve um sentido todo especial para mim e minha família. A torcida em êxtase não sabia se ria, chorava ou se ria e chorava ao mesmo tempo. Essas cenas irei levar comigo para onde Deus me mandar, quando chegar a minha hora. Espero que demore demais, pois ainda tenho muita coisa para fazer por aqui. E muitos títulos para comemorar.

Cada um chora ou sorri por motivos íntimos, que externo aqui por absoluta força da PAIXAO que sinto pelo CRUZEIRO.

Meu filho nasceu em 2003. Eu estava com problemas de saúde na época e quase não pude ir ao campo. Mas ele nasceu campeão de tudo, acompanhando do códopapai (colo do papai) a sequência incrível de vitórias de um time perfeito.

Desde que ele nasceu, nunca mais eu deixei de ter companhia para assistir aos jogos. Desde então, acompanhamos a tudo, seja pessoalmente ou pela TV. Sempre juntos!

Vamos a todos os jogos, perdendo ou ganhando. Sempre unidos pela mesma paixão.

Eu me dirijo aqui, agora, aos Conselheiros do Cruzeiro, que entenderam o que eu escrevi acima e compreenderam perfeitamente minhas palavras e sentimentos expostos.

Cada um de vocês tem a sua vida e a sua história. Conheço somente alguns de vocês, mas todos somos unidos pela paixão comum ao nosso Cruzeiro.

Segunda-feira, dia 02 de outubro desse ano, ou melhor, dentro de 3 dias, vocês terão a invejável missão de eleger quem será o próximo Presidente do CRUZEIRO.

Antes de dizer a que vim, gostaria de me apresentar. Meu nome é André Mansur Brandão e sou Advogado, outra paixão igualmente forte, como torcer para o Cruzeiro.

Conheci o atual Presidente do Cruzeiro no Mineirão. Gilvan viu meu filho crescer, a cada jogo, perdendo ou ganhando. Aguardávamos na saída do camarote do Cruzeiro, onde ele, sempre sorridente, posava para fotos com os torcedores, com a humildade que lhe é peculiar.

Cada jogo, uma ou mais fotos. Sempre, carinhosamente, Gilvan afagava os cabelos de meu filho, e passou a fazer parte eternamente do álbum de fotos de nossa família.

Quando muitos trucidavam o Gilvan, de forma feroz e pública, eu o apoiei, sozinho, em minha página de Facebook, que hoje conta com mais de 2,5 milhões de pessoas.

Mas, estranhamente, o motivo que me trás, hoje, à presença dos senhores Conselheiros, é rogar apoio ao candidato de oposição, Dr. Sérgio Rodrigues.

Fazer isso é doloroso para mim, por todo o carinho que tenho para com o Presidente. Mas, infelizmente, após gravar seu nome, de forma intensa e vitoriosa, na história eterna do Cruzeiro, Gilvan vai sair.

Se Gilvan fosse candidato à reeleição, eu juro que apoiaria e torceria demais pela sua continuidade. Mesmo contra a vontade de alguns segmentos de nossa torcida. Pois, ninguém, no domínio de sua sanidade, pode ignorar o que Gilvan fez pelo Cruzeiro.

Mas Gilvan vai sair!

E, perdoem-me por ser tão direto: não confio na capacidade gerencial das pessoas que querem suceder Gilvan. Apesar de ainda estarmos em festa, pela conquista do título, as pessoas que querem suceder o Gilvan parecem-me ser as mesmas que pegaram os vitoriosos times de 2013 e 2014 e quase os levaram para a vergonhosa segunda divisão nos anos seguintes.

As pessoas que querem suceder o histórico e bem-sucedido Gilvan, durante todo o processo eleitoral, esconderam suas propostas da torcida, limitando-se a realizar uma repulsiva política de bastidores e populista.

Não apresentaram soluções, focando suas ações na falsa e ingênua premissa de que algum conselheiro do Cruzeiro irá se curvar a pequenos favores e agrados, em detrimento do futuro vitorioso que nos aguarda. Em detrimento do próprio caráter e da paixão que os rege.

Como alguém, que deseja ser Presidente do CRUZEIRO, pode ignorar nossos milhões de apaixonados torcedores, recusando-se a comparecer em debates públicos, ou a discutir propostas e soluções perante a nação azul que pretende governar?

Nada agride mais a democracia do que alguém que pretende ser Presidente de um dos maiores clubes do mundo negar-se a dar satisfações à torcida sobre como pretende gerir o Cruzeiro.

Tratando-nos como meros coadjuvantes? Tirem os torcedores dos estádios e verão um risível espetáculo teatral de terceira categoria, onde surdos-mudos interpretarão peças silenciosas, para uma platéia invisível.

NÓS SOMOS A FESTA!

Dr. Sérgio Rodrigues tem um currículo de fazer inveja. Advogado bem-sucedido, preparou-se como poucos no Brasil para presidir a nossa nação azul. Aprendeu e estudou, nos melhores clubes do mundo, as mais modernas técnicas de gestão.

É, de fato, o melhor candidato que pode levar o CRUZEIRO a um lugar de destaque não somente nacional, mas MUNDIAL, lugar que deve ser nosso, por direito.

Três pontos me chamaram muito a atenção para o nome do Dr. Sérgio Santos Rodrigues.

Primeiro, a sua humildade. Os que o conheceram antes de sua decisão de concorrer à Presidência do Cruzeiro sabem que ele não mudou absolutamente nada. Sempre tratou com simpatia de cordialidade todas as pessoas, independentemente de sua posição.

Em segundo lugar, fiquei impressionado como ele se preparou tecnicamente para assumir o cargo. Como ele sacrificou sua bem-sucedida vida profissional no Direito para se dedicar à uma imersão total em cursos e treinamentos acadêmicos, que se tornaram um grande diferencial.

Por fim, o ponto que mais encantou foi a sua ética. Quando o candidato da situação foi preso, embriagado, Dr. Sérgio tratou o assunto com uma dignidade rara. Algo que tanto falta na política brasileira.

Não capitalizou o lamentável fato em momento algum, focando sua campanha em propostas construtivas e debates com a torcida, que o aclamou.

Senhores Conselheiros,

Quando usei o verbo apoiar, eu me senti um pouco estranho e constrangido.

Apoiar, e? Quem sou eu para apoiar? O máximo que posso é fazer é o que sempre faço: torcer!

Torcer pelo Cruzeiro, que é uma de minhas maiores paixões.

Como a de vocês!

Para os que querem suceder o eterno Presidente Gilvan, ignorando, todavia, a torcida, eu não sou ninguém.

Ou melhor, sou apenas um dentre milhões e milhões de vozes, sonhos e corações, espalhados por Minas, pelo Brasil e pelo Mundo.

Minhas palavras, todavia, têm muito valor. Porque são palavras desprovidas de interesse. Não pretendo cargos no Cruzeiro, pois minha intensa vida profissional não me permite.

Igualmente, não preciso de favores, pois graças às 14 horas de trabalho diários, como Advogado, posso adquirir ingressos em qualquer lugar do estádio. Inclusive nos camarotes!

Para uns, a minha voz nada é.

Mas minhas palavras muito significam, pois nascem da honra de um homem sem preço, que não se vende, não se silencia diante do errado.

São as palavras de um homem que ficou nacionalmente conhecido por ser ético, combativo e decente, no exercício da Advocacia, representando milhares de clientes em todo o Brasil, inclusive alguns de vocês, Senhores Conselheiros.

Raramente, a razão e a emoção podem estar tão juntas.

Elejam na segunda-feira o Dr. Sérgio Santos Rodrigues como Presidente do CRUZEIRO.

É o melhor, o mais preparado e todos sabemos disso.

Façam isso, por favor. Por nós, por vocês, por seus filhos e por todos aqueles que sonham em ver o CRUZEIRO no lugar que merece:

NO TOPO DO MUNDO!

Que Deus abençoe vocês!

 

André Mansur Brandão
Torcedor Apaixonado do Cruzeiro.

Belo Horizonte, 29 de setembro de 2017.


Deixe uma resposta