Blog do Dr. André Mansur

Requerimento administrativo de aposentadorias e outros benefícios: riscos e ameaças!

Escrito por Patricia Sales em 23 de fevereiro de 2018

requerimento-administrativo-de-aposentadorias-e-outros-beneficios-riscos-e-ameacas

Nos últimos meses, a reforma da Previdência tem sido um dos assuntos mais comentados por todos os brasileiros, tirando o sono de muita gente.

Apesar de, felizmente, ela não ser votada nesse ano, muitas mudanças severas estão por vir no sistema de previdência do País.

E essas mudanças certamente virão!

Por isso, todos os trabalhadores que estão em vias de se aposentar, devem buscar ajuda especializada, principalmente na esfera administrativa, junto ao INSS.

ISSO MESMO!

Ao contrário do que o próprio INSS divulga, a presença do ADVOGADO no momento do requerimento dos benefícios perante o próprio órgão é INDISPENSÁVEL.

E a sua ausência pode provocar danos muitas vezes irreparáveis.

Para que tudo saia conforme o planejado, com a ajuda de um profissional, é possível simular o tempo de contribuição, programar a melhor época para requerer o benefício e, consequentemente, os valores com os quais devem ser feitas as contribuições, assim programando o valor aproximado do benefício e planejando, inclusive, qual será a regra de concessão utilizada em seu favor, uma vez que existem diversas regras vigentes.

Para ilustrar essa importância, podemos citar o caso de um cliente que contribuiu para o INSS por 40 anos e seis meses, pagando valores próximos ao limite máximo (R$ 5.645,80). Ocorre, porém, que pelo fato de o cliente ter 53 anos de idade, o fator previdenciário aplicado foi de 0,7281, fazendo com que o benefício concedido fosse no valor de R$ 2.917,20.

Agora vejam!

Caso o segurado opte por se aposentar no início de 2019 quando completará 54 anos de idade e 42 anos de contribuição, seu benefício será concedido sob as regras da fórmula 86/96, e o valor de sua aposentadoria será em torno de R$ 4.184,87.

Esse exemplo, mostra a importância do planejamento previdenciário, por meio do qual o segurado pode escolher o melhor momento para se aposentar, sem se arrepender futuramente com os prejuízos advindos de um benefício precipitado. O que na prática não tem sido raro.

Além disso, é muito importante, também, contar com a ajuda de bons profissionais para a organização e análise prévia dos documentos que serão enviados ao INSS, evitando tantos indeferimentos arbitrários.

Então não perca tempo!

Planeje bem seu futuro.

Mesmo quem já fez o agendamento e tem data marcada para ir ao INSS, CONSULTE, ANTES, um ADVOGADO ESPECIALISTA EM DIREITO PREVIDENCIÁRIO.

Se, todavia, você já teve o requerimento de seu benefício negado, não perca as esperanças!

Existem muitas formas para reverter sua situação.

ANDRÉ MANSUR ADVOGADOS ASSOCIADOS

Conhecer seus direitos é a primeiro passo para defendê-los.

Para mais informações preencha o formulário abaixo.














One Comment

Deixe uma resposta