Blog do Dr. André Mansur

Skinhead condenado por obrigar jovens a pularem de trem em movimento é preso em Guarulhos

Escrito por Patricia Sales em 13 de março de 2018

skinhead-condenado-por-obrigar-jovens-pularem-de-trem-em-movimento-e-preso-em-guarulhos

Em dezembro de 2003, as câmeras de segurança da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) mostraram, na estação Brás Cubas, em Mogi das Cruzes – Grande São Paulo – três homens vestidos com jaquetas, coturnos e calças com detalhes militares, armados com machadinha e tchaco (instrumento de dois bastões ligados por uma corrente), que seriam integrantes de um grupo de skinheads.

Eles obrigaram Flávio Cordeiro, na época com 16 anos, e Cleiton Leite, de 20 anos, que usavam cabelos moicanos e camisetas de bandas punk, a pularem do trem em movimento. De acordo com as denúncias do Ministério Público, na época, os três gritavam “ou pula, ou morre” para as vítimas. Cleiton Leite morreu dias após a queda e Flávio perdeu o braço.

Os três homens foram condenados pelos crimes. Juliano Aparecido Freitas foi condenado a 24 anos e 6 meses de prisão, em maio de 2011 e está preso desde 2015; Danilo Gimenez Ramos aguarda em liberdade o julgamento de um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) e, Vinícius Parizzato, atualmente com 36 anos, foi solto em 2011 para aguardar o julgamento dos recursos, após cumprir 2 anos e 4 meses de prisão. Em dezembro de 2017, o último recurso foi negado pela Justiça e ele foi condenado a 31 anos, 9 meses e 3 dias de prisão.

Parizzato estava foragido desde dezembro do ano passado, mas, na noite deste domingo, 11, foi preso pela Polícia Militar, no km 28 da Rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Ele estava em um carro com a namorada e, segundo a polícia, voltava de uma igreja evangélica em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, para sua casa, em Mogi das Cruzes.

Fonte: G1


Deixe uma resposta